×

Publicidade

Câmara SL

“Bombeiros” tentam apagar fogo na Câmara após aprovação do Orçamento Impositivo

Alguns vereadores vestiram roupa de bombeiros, na semana passada, para apagar o “fogo” na Câmara de São Luís, depois da aprovação, em 2º turno, do Projeto de Emenda à Lei Orgânica (PELO) 006/2017, que institui o “Orçamento Impositivo”, tornando obrigatória a execução das emendas individuais dos parlamentares à Lei Orçamentária Anual (LOA) do Município.

Os ‘bombeiros’ do Parlamento Municipal chegaram a realizar um encontro entre o prefeito Edivaldo Júnior (PDT) e o presidente da Casa, Astro de Ogum (PR), na tentativa de apaziguar o clima tenso entre o poder Executivo e Legislativo.

Continua após a Publicidade

O problema, entretanto, é que alguns vereadores afirmam que “não dá mais para viver só de promessas e a única saída foi aprovar uma proposta que torna obrigatória ao Executivo pagamento de emendas parlamentares”.

BRIGA ANTIGA

Em 2013, surgiu a primeira tentativa de tornar obrigatório o pagamento das emendas parlamentares indicadas no Orçamento, porém, seguidos pedidos de vistas impediram a apreciação da matéria.

Na manhã da quarta-feira (31), entretanto, o tema novamente ganhou força no plenário Simão Estácio da Silveira, mas com uma diferença: a proposta conseguiu ser aprovadas em dois turnos de votações e agora segue para redação final para ser promulgada.

Ver comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.