Imperatriz

Obras do PAC-II são retomadas após muita cobrança

As obras do Programa de Aceleração do Crescimento, o PAC II, segunda fase do projeto do Governo Federal em Imperatriz, devem ser retomadas nos próximos dias na região da Grande Vila. É o que informa a prefeitura, depois de muitas cobranças feitas na Câmara Municipal pelo vereador Aurélio.

Ainda no primeiro ano do mandato, em 2013, Aurélio começou a cobrar a entrega da obra por meio de indicações apresentadas na Casa de Leis e ofícios enviados à Prefeitura, solicitando espaço para ser recebido e questionar sobre o assunto. O vereador também chamou atenção do Ministério Público e até da Justiça Federal.

“Consideramos um descaso uma obra deste porte se arrastar por tantos anos. Não é a primeira promessa de que a obra será concluída, mas torcemos para que seja a última”, declarou Aurélio em uma das tantas vezes que foi às ruas com a população cobrando a retomada do projeto.

Com o anúncio do reinício das obras, o vereador Aurélio constatou irregularidades na relação de ruas a serem beneficiadas, a relação de ruas a receberem saneamento básico e ainda, divergência de valores. O gabinete do vereador protocolou nesta terça-feira (11) três ofícios junto à Secretaria de Infraestrutura do Município de Imperatriz solicitando os devidos esclarecimentos.

Segundo Aurélio, na relação das ruas divulgadas pela prefeitura constam informações equivocadas, com ruas citadas na lista para receber benefícios, sendo que estas já estão asfaltadas e outras não constam sequer o nome.

Aurélio ainda observa que o valor divulgado nas placas das obras para ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário no valor de R$ 8.080.442,26 e do Sistema Viário no valor de R$ 20.373.267,33 totalizam R$ 28.453.709,6. O valor é muito menor que o anunciado anteriormente pelo secretário Francisco de Assis na Câmara Municipal. Segundo Assis, cerca de R$ 47 milhões já estavam garantidos em conta.

O gabinete do vereador Aurélio vai aguardar a resposta da SINFRA do Município e o recebimento de documentos que esclareçam as informações.

Mariana Castro – ASSIMP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Nome *
E-mail *
Site
Comentário *

Para comentar através do Facebook é preciso estar logado. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.

Comente com o Facebook

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.