×

Publicidade

Geral

Comissão de Direitos Humanos realiza inspeção na Faculdade Pitágoras nesta sexta-feira

Ação tem a parceria da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia e órgãos de defesa do consumidor

Dona do título nada honroso de empresa mais reclamada do Maranhão, a Faculdade Pitágoras é o alvo de uma inspeção oficial que será realizada nesta sexta-feira, 12 de abril, pela Comissão de Direitos Humanos e das Minorias da Assembleia e órgãos de defesa do consumidor.

Divulgado pelo Procon, o ranking das empresas mais reclamadas do Estado mostra o Pitágoras como líder em reclamações no ano de 2018. Com cerca de 20 mil alunos em duas unidades em São Luís, a faculdade aparece à frente do Banco do Brasil e da Cemar, empresas com milhares de consumidores.

Filial de uma rede de ensino superior com unidades em todo o Brasil, o Pitágoras em São Luís já acumula vários processos no PROCON e na Defensoria Pública. As principais reclamações registradas pelos alunos dizem respeito à demora no atendimento presencial, falhas no sistema online, não oferta de disciplinas no período correto e a oferta sem aviso prévio de disciplinas na modalidade de ensino a distância (EaD), quando deveriam ser ofertadas na modalidade presencial.

Continua após a Publicidade

A Comissão de Direitos Humanos pretende averiguar a situação desses serviços, além de obter informações diretamente de alunos e funcionários da instituição de ensino. O deputado Duarte Jr, presidente da comissão, esclarece que, caso a faculdade não regularize os pontos que são alvo de protesto, medidas rígidas devem ser tomadas. “Uma delas é o impedimento de novas matrículas. A mercantilização da educação vai ser combatida com rigor pela comissão nesta ou outra instituição. Assim vamos garantir para os universitários maranhenses a oferta de um ensino de qualidade, focado no aprendizado efetivo e não no simples lucro de uma instituição”, declarou Duarte Jr.

Ver comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.