Veterinários são encontrados mortos dentro de casa

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

O veterinário Walter Moreno, de 44 anos, e a veterinária Telma Adriana Galhardo, de 43 anos, foram encontrados mortos dentro de casa, na noite de segunda-feira (11), em Suzano, na Grande São Paulo.

A mulher foi morta durante o banho e ele foi achado morto, preso por uma corda à cobertura da área de lazer, no quintal da casa. A morte da mãe foi presenciada pela filha, de oito anos.

A Polícia Civil investiga a hipótese de homicídio seguido de suicídio. Segundo testemunhas, o casal estava em processo de separação e havia se desentendido na divisão dos bens.

Após o assassinato da mãe, a criança correu ao ouvir os disparos e um vizinho acionou a polícia. Os PMs, que tiveram de forçar a porta para entrar, encontraram a mulher caída sob o chuveiro. Ela tinha lesões no crânio e duas perfurações no peito.

Aos policiais, a menina disse que viu o veterinário atirar contra a mãe pelo vidro do banheiro com uma arma pequena. Em seguida, ele foi dentro da casa, pegou a espingarda e fez outros disparos. A criança não teve ferimentos e está sob cuidados da família da mãe. Testemunhas disseram que o veterinário sofria de depressão e tomava remédios, às vezes com bebida alcoólica.

O casal entrou em conflito ao dividir os bens — que incluem joias de alto valor. Uma caixa-forte de madeira com dinheiro foi apreendida e colocada à disposição da Justiça. A Polícia Civil abriu inquérito e aguarda os laudos da perícia e da análise dos corpos. Amigos lamentaram a morte de Telma em sua página no Facebook.

Estatísticas

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, 69% dos casos de homicídios entre casais ou companheiros teve um homem como autor do crime entre janeiro e julho deste ano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Nome *
E-mail *
Site
Comentário *

Para comentar através do Facebook é preciso estar logado. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.

Comente com o Facebook

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.