Casal suspeito de enforcar, queimar e matar grávida de 3 meses é preso

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone
Por Marília Assunção, especial para o Estado

selo estadão quartopoderO borracheiro Weverson Batista de Aguiar, de 26 anos, e a mulher dele, a dona de casa Dejane Antunes Machado Pinheiro, 40, foram presos nesta segunda-feira, 7, acusados do assassinato de uma mulher grávida. A vítima é Patrícia da Conceição, de 23 anos, gestante de três meses. Aguiar confessou o crime, alegando que a vítima fazia fofocas da sua vida.

A gestante foi espancada com martelo e paus e enforcada com fios elétricos. Ela teve o corpo queimado e jogado na região metropolitana de Goiânia. O crime ocorreu em 2 de junho. O casal aguarda em celas separadas sob risco de linchamento.

A ocultação do cadáver foi feita por três adolescentes, entre eles, dois filhos de Dejane. Os três responderão por ato infracional.

O casal será indiciado por homicídio qualificado, aborto, ocultação de cadáver e corrupção de menores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Nome *
E-mail *
Site
Comentário *

Para comentar através do Facebook é preciso estar logado. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.

Comente com o Facebook

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.