Casa de Apoio inicia assistência para estimular bebês e familiares e oferece práticas integrativas

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

geral

A manhã desta segunda-feira (17) foi especial para nove primeiras famílias da capital e interior do estado recebidas na Casa de Apoio Ninar, inaugurada no último dia 4 de julho pelo Governo do Estado. O equipamento multiplica a assistência aos pacientes e suas famílias, implanta Ninhos de Cuidados e garante a continuidade adequada do tratamento.
Ao chegar à casa, cada criança passou por avaliações médicas, em seguida, a assistente social apresentou toda a estrutura do local para as famílias, e no final da manhã, todos participaram de uma palestra de acolhimento.

Três famílias de São Luís, três de Paço do Lumiar, uma de Lima Campos, uma de Santa Luzia do Paruá e uma de Codó conheceram a missão, o funcionamento e as regras da casa na palestra proferida pela neuropediatra e coordenadora do local, Patrícia Sousa, e membros da equipe multiprofissional da unidade.

“É importante esta conversa com as mães e pais das crianças para conhecê-los melhor e explicar a eles o objetivo de estarmos aqui prontos para acolhê-los e tratar da forma mais eficaz e resolutiva o filho portador de microcefalia. Regras e detalhes da rotina também foram apresentados durante a palestra”, afirma Patrícia Sousa.

As famílias passarão a semana toda na casa que dispõe de atividades específicas diárias focadas na reabilitação motora e psicológica da criança. Três grupos formados por três crianças participam de sessões de terapia ocupacional, fonoaudiologia, fisioterapia, arterapia, musicoterapia e culinária.

“Cada dia é composto por atividades diferentes para desenvolver novas habilidades na criança e fortalecer o vínculo mãe e filho (maternagem), pois as atividades são feitas com a participação da mãe ou pai”, explica a neuropediatra e coordenadora da Casa de Apoio Ninar, Patrícia Sousa.

Antes mesmo de amanhecer, a dona de casa Luana Carvalho saiu do município de Codó com a pequena Yanna Sophia, de 1 ano e 8 meses, para ir a Casa de Apoio Ninar, uma novidade para a mãe e filha, que há muito tempo aguardavam por esta mudança.

“Levava Yanna duas vezes por semana para se consultar no Hospital Infantil Juvêncio Mattos e ficava muito caro o deslocamento, além da falta de ter onde ficar depois da consulta. Muitas vezes, eu não almoçava porque não tinha condições. Agora, podemos dormir aqui na Casa sem a preocupação com transporte. Minha filha tem tudo à disposição e uma qualidade de vida melhor”, comemora Luana.

Antes das sete da manhã, João Batista, de Paço do Lumiar, pai do Rikelme, de 1 ano e 6 meses, chegava a Casa Ninar. Ansioso, ele aguardava na recepção para o filho passar pela primeira avaliação médica. “Não tenho condições de pagar fisioterapia e outros tratamentos para meu filho, a Casa Ninar é a oportunidade que ele tem de se desenvolver, e o melhor de tudo, vou poder ficar em São Luís acompanhando tudo sem ter custo”, disse João.

Ana Claudia Arruda, de São Luís, mãe do João Gabriel, ressaltou as experiências que serão adquiridas no convívio com os profissionais e outras famílias. “Vou aprender a ter outros cuidados com meu filho e dividir as experiências com outras mães que passam pela mesma situação. Ele vai ter contato com outras crianças e desenvolver novas habilidades durante cinco dias consecutivos”.

Para Gisele Ferreira, mãe de Maria Isis, de 1 ano e 9 meses, além do compartilhamento de experiências, o fortalecimento do vínculo da maternagem é um importante avanço. “Trabalho pela manhã e só à tarde fico com minha filha, e agora aqui na casa vou poder passar o dia com ela, acompanhando cada passo novo que ela der, cada aprendizado adquirido por ela, e isso fortalece nosso amor e companheirismo. Não há ganho maior que a aproximação que vamos ter diariamente”, destacou Gisele.

Espaços da Casa Ninar

A implantação da Casa de Apoio do Projeto Ninar é uma extensão do atendimento oferecido na rede estadual disponível no Centro de Referência em Neurodesenvolvimento, Assistência e Reabilitação de Crianças (Ninar), no Hospital Dr. Juvêncio Mattos.

A Casa de Apoio Ninar dispõe de consultórios, recepção, centros de convivência, refeitório, dormitórios, auditório e cozinha. Além de um lugar de acolhimento para as famílias e para as crianças, a Casa de Apoio Ninar será um espaço para o desenvolvimento de atividades multidisciplinares que incluem avaliações médicas, oficinas, palestras, circuito de estimulação multidisciplinar, musicalização infantil e de adulto, arteterapia e dança.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) também assumiu o compromisso de multiplicar o conhecimento entre os profissionais que atuam com este público, por meio dos Ninhos de Cuidados durante a imersão e convivência na Casa de Apoio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Nome *
E-mail *
Site
Comentário *

Para comentar através do Facebook é preciso estar logado. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.

Comente com o Facebook

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.