“As crianças ficam fascinadas”, diz ator de peça do Mais Cultura e Turismo Teatro

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

geral

“As pessoas têm sede de cultura e entretenimento de qualidade. As crianças, principalmente, ficam fascinadas ao ver um espetáculo teatral de perto e geralmente essa é a primeira experiência da vida delas com o teatro. Um programa como este está de parabéns por satisfazer essa necessidade dos maranhenses.” É o que diz César Boaes, ator da Santa Ignorância – Cia de Artes, ao se referir ao programa Mais Cultura e Turismo Teatro, que está em sua primeira temporada no Maranhão.

Ele é um dos integrantes das duas companhias teatrais que estão, desde a última segunda-feira, com espetáculos gratuitos pelo interior do estado. A iniciativa é do Governo do Estado e promovida pela Secretaria de Estado da Cultura e Turismo (Sectur) em parceria com as prefeituras.

O Mais Cultura e Turismo Teatro está percorrendo espaços públicos de dez municípios até o dia 25 de julho. Para César Boaes, que participa do programa com o espetáculo maranhense Pão com Ovo – um dos principais números de apresentação da Santa Ignorância, há seis anos com temporadas de exibição em cidades do Brasil e também na Europa –, “a ideia de facilitar o acesso à cultura para diversos municípios do estado é simplesmente maravilhosa, pois leva entretenimento e encanto muitas pessoas, e isso também nos fascina”.

De acordo com ele, a cultura deve ser acessível a todas as idades e o programa do Governo do Estado é uma oportunidade de fazer valer um direito aos maranhenses: “Pessoas de todas as idades podem não conhecer o teatro por falta de oportunidades, mas elas gostam muito de prestigiar um espetáculo de perto e isso pode ser visto no rosto de cada uma delas quando estamos em cena”.

“É muito bom ver que as pessoas vão embora com a sensação de querer ver mais vezes. E cada apresentação é única”, diz. “As crianças e adolescentes, por exemplo, que ainda estão em fase de formação, ficam encantados com o teatro e essa oportunidade de acesso à arte pode ajudá-las futuramente se elas tiverem uma inclinação para a as artes cênicas”, completa.

Em família
Os espetáculos são sempre em espaços públicos amplos, que acomodam muitas pessoas. E é comum que as famílias se reúnam para prestigiar as apresentações. Para o ator Edson Lima, integrante da peça teatral Sganarelle e o Amor de Suzete, da Companhia Cambalhotas, que também integra o programa de apresentações este mês, a presença das famílias é um estímulo para o trabalho dos artistas.

“Durante a primeira apresentação na cidade de Estreito, eu estava observando o público e pensei como é magnífico ver famílias inteiras juntas numa praça para apreciar um produto artístico. O resultado será sempre será de crianças, jovens e adultos satisfeitos e felizes e com muito conteúdo para discutirem no dia seguinte”, enfatiza.
Os dois números teatrais têm a responsabilidade de passar por vários municípios, cada um com costumes diferentes. Além de fascinar pessoas que até então não tiverem contato com a cultura, os artistas também ganham experiências e ampliam suas percepções a cada show.

“Cada apresentação é uma ação diferente, justamente por se tratar de pessoas diferentes e nós aproveitamos essas particularidades com o intuito de aproximar a nossa apresentação com a população local. Para que nosso espetáculo possa ser mais atrativo, é necessário conhecer minimamente a rotina desse povo”, diz Edson Lima.

Próximas apresentações:
Lago da Pedra – Dia 13 de julho
Santa Luzia – Dia 15 de julho
Zé Doca – Dia 17 de julho
Santa Helena – Dia 19 de julho
Araoises– Dia 21 de julho
Coelho Neto – Dia 23 de julho
Coroatá – Dia 24 de julho
Vargem Grande – Dia 25 de julho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Nome *
E-mail *
Site
Comentário *

Para comentar através do Facebook é preciso estar logado. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.

Comente com o Facebook

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.