Fora de jogo há 3 meses, Neymar ainda não tem data para voltar

Há exatos três meses, Neymar sofria uma lesão no pé direito em um jogo do PSG, em Paris, deixando milhões de brasileiros preocupados com a presença do craque na Copa da Rússia. Hoje, o astro já treina com bola e deverá estar em forma para a estreia do Brasil no Mundial, no dia 17 de junho, às 15 horas (horário de Brasília) diante da Suíça, em Rostov.

A contusão do atacante ocorreu aos 33 minutos do segundo tempo da vitória do time parisiense sobre o Olympique de Marselha por 3 a 0, em jogo válido pelas quartas de final da Copa da França. Neymar pisou em falso e quebrou o quinto metatarso do pé direito. Ele deixou o campo chorando e gerou uma grande interrogação sobre a gravidade da lesão e o tempo de recuperação.

O jogador passou por uma cirurgia – processo liderado pelo médico da seleção brasileira, Rodrigo Lasmar – e optou por fazer o tratamento na mansão que possui em Mangaratiba, no litoral do Rio de Janeiro. A volta aos treinos físicos junto com os companheiros de PSG aconteceu na semana passada.

Na última segunda-feira, Neymar se apresentou à seleção brasileira na Granja Comary, em Teresópolis, região serrana do estado fluminense, para iniciar a preparação com vistas ao Mundial e deu os primeiros toques na bola.

De acordo com o departamento médico da CBF, o quadro do jogador evoluiu diariamente e de maneira sutil. Na atividade com os demais atletas, Neymar ficou em campo até o fim. A participação dele no treinamento deixou aliviada a comissão técnica do Brasil.

O retorno do craque aos gramados ainda não está confirmado. É possível que Neymar atue nos amistosos que o Brasil fará contra Croácia e Áustria, nos dias 3 e 10 de junho, em Liverpool e Viena, respectivamente. O médico da seleção brasileira, Rodrigo Lasmar, ressaltou que o trabalho de recuperação tem estágios que precisam ser respeitados

“O Neymar está na fase de retorno progressivo. Ele ainda não jogou, o que é o passo seguinte. Isso tudo faz parte de uma programação para que ele chegue no início da competição se sentindo seguro”, explicou o médico em entrevista coletiva.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Nome *
E-mail *
Site
Comentário *

Para comentar através do Facebook é preciso estar logado. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.

Comente com o Facebook

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.